Coluna Top Social!

Coluna Top Social!
Coluna Domingo Top no Jornal Extra!

terça-feira, 7 de março de 2017

Dia Internacional da Mulher na UFMA

Coletiva ‘Feminino Plural’ mostra múltiplos olhares sobre as mulheres 
A Universidade Federal do Maranhão (Ufma), por meio da Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Empreendedorismo (Proexce), via Departamento de Assuntos Culturais (Dac), promoverá a coletiva ‘Feminino Plural’, mostra que será aberta nesta quarta (08), às 19h, na Galeria Antônio Almeida, na sede provisória do Dac/Proexce (rua Humberto de Campos, 174. Centro), em São Luís (MA). A mostra apresenta múltiplos olhares sobre o universo feminino.
Participam da coletiva as artistas visuais Marlene Barros, Rosilan Garrido, Marília de Laroche, Ana Borges, Júlia Emília, Wilka Sales, Romana Maria, Larissa Menendez, Regiane Cayré e Sandra Cordeiro e os artistas plásticos convidados Paulo César, Miguel Veiga e Marcos Ferreira. A mostra ficará aberta para visitação pública até o dia 24 deste mês, de segunda a sexta, das 9h às 12h e das 14h às 17h. Informações: www.cultura.ufma.br
Segundo a organizadora da coletiva, Marlene Barros, “a exposição terá a participação de artistas do sexo masculino, que foram convidados para abordar um tema que faz parte do universo de todos nós, refletindo assim o espírito do tempo, a visão, o pensamento e o sentimento de pessoas diversas”, disse a organizadora. Aberta ao público, a mostra tem apoio da TV UFMA, Universidade FM, Gráfica Universitária e Fundação Sousândrade.
Marlene Barros afirma que “o denominador comum entre os artistas nessa constelação, é que cada um abarca um mundo específico com problemáticas diversas: a intimidade, o desejo, o espaço habitável, a fragilidade da vida, a figuralidade de corpo social e tantos outros temas abordados aqui, se unem em um laço, onde a arte participa como protagonista dessa circulação simbólica, com sua presença por vezes inquietante”, disse a organizadora.
Durante a abertura haverá apresentação das performances Ilhadas”, que tem concepção, criação e atuação cênica da atriz Júlia Emília, e “Noivas”, dirigida por Marlene Barros. “Ilhadas” faz parte de uma trilogia que se propõe a constituir linguagem com a qual uma artista da cena começa a escrever sua própria história e sistematizar ideias, teorias, técnicas e análises. A performance  ganhou o Prêmio Desenvolvimento Humano Fapema 2016. A apresentação pública de “Noivas” terá início às 16h. Mulheres com vestidos de noiva, feitos de papel, sairão do Sesc Deodoro, indo pela rua Grande até Galeria Antônio Almeida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MUITO OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO.