Coluna Top Social!

Coluna Top Social!
Coluna Domingo Top no Jornal Extra!

quarta-feira, 6 de maio de 2015

TRIBUTO AO CARCARÁ – TRIO NORDESTINO CANTA JOÃO DO VALE

O Trio Nordestino está em turnê pelo Nordeste e realiza shows em cidades maranhenses, homenageando o poeta e compositor João do Vale.
Dia 08, sexta-feira, estará em Pedreiras, terra natal do autor de “Carcará”. Dia 09, sábado, o Trio Nordestino fará show em São Luís, no Bar Porto da Gabi (Aterro do Bacanga), a partir das 22h.
Da capital ele partirá ainda para fazer show em Grajaú e Imperatriz, depois seguirá para Pernambuco para se apresentar em Caruaru, Petrolina e Arco Verde.  
No show de São Luís, o Trio Nordestino recebe como convidados especiais o cantor e compositor Pretto Nando e do grupo “Dagolada pro Brasil”.
Com a formação clássica do forró: um sanfoneiro, um zabumbeiro e um triângulo, os músicos Luiz Mário (triângulo e voz), Coroneto (zabumba) e Beto Sousa (sanfoneiro) são os herdeiros musicais do sucesso que conquistou o Trio desde sua primeira formação com Lindú (voz e sanfona), Coroné (zabumba) e Cobrinha (triângulo) em 1958.
O grupo nasceu em Salvador (BA) com a benção do rei do baião: Luiz Gonzaga, e representa, desde então, a música brasileira com o suingue, o humor e a sensualidade do sertão.
E em terras maranhenses, o Trio Nordestino homenageia, com merecimento, o Poeta do Povo (como era também conhecido)o músico, cantor e compositor natural de Pedreiras (distante 270 km de São Luís), João do Vale, nascido no dia 11 de outubro de 1933 e falecido em 06 de dezembro de 1996.
Neste show do Trio Nordestino, além das músicas autorais, boa parte do repertório é dedicada a obra de João do Vale, como as canções: Carcará, Peba na pimenta, Minha história, Pisa na fulô, De Teresina a São Luís, Na asa do vento, entre outros sucessos.
João do Vale completa ao lado de Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro a “santíssima trindade” da música nordestina. Registra em muito de seus versos a verdade, as tristezas, as alegrias e o lamento do sertanejo e do retirante. E traz à tona toda a riqueza cultural do povo brasileiro.
O Trio Nordestino, ao longo de sua trajetória, já gravou com Fagner, Alceu Valença, Bezerra da Silva, Elba Ramalho, Dominguinhos, Alcione, Flavio José, Santana, Genaro, Silvério Pessoa, Zeca Baleiro, Estakazero, Adelmário Coelho, Luiz Caldas, Targino Gondim, entre outros grandes artistas nacionais.
Os primeiros discos foram lançados pela gravadora Copacabana com faixas de Gordurinha ("Pau-de-arara É A Vovozinha", "Carta 100 Erros", "Carta A Maceió"), Antônio Barros ("Chililique", "Forró Pesado", "Procurando Tu"), a iniciante dupla Dominguinhos-Anastácia ("Conversa De Motorista"), além do próprio Lindú, nome artístico de Lindolfo Barbosa. "Procurando Tu" foi o maior sucesso do Trio Nordestino, no início dos anos 70, chegando a vender cerca de um milhão de discos.
 
SERVIÇO:
SHOW “TRIBUTO AO CARCARÁ”
TRIO NORDESTINO CANTA JOÃO DO VALE
PARTICIPAÇÃO ESPECIAL: PRETTO NANDO
DIA 09 DE MAIO, SÁBADO, 22H
PORTO DA GABI – ATERRO DO BACANGA
INGRESSOS: R$ 30 (À VENDA NO LOCAL E NA LOJA BACURI ARTESANATO, PRAIA GRANDE)
REALIZAÇÃO: ÓPERA NIGHT PRODUÇÕES
INFORMAÇÕES: 98786 6766.
 
INFORMAÇÕES MÚSICOS:
 
·         Coroneto - Zabumba
Carlos Alberto dos Santos Santana, nascido em 25 de novembro de 1978 e filho de Vania (filha de Coroné) e Valcir. Desde pequeno ouvia os discos gravados pelo avô e se identificava com o ritmo ,na adolescência viu crescer uma grande vontade de tocar forró e seguir a carreira que foi de seu avô,  hoje junto com Beto e Luiz defende a verdadeira cultura nordestina e brasileira que é o forró.
 
·         Luiz Mário – Triângulo e Voz
Luiz Mario da Conceição Barbosa, nascido em 11 de Outubro de 1961 é filho de Lindú (primeiro cantor do Trio Nordestino falecido em 82) e Mariazinha. Começou sua vida musical na década de 80,influenciado pelo pai famoso, hoje tem além da voz potente a responsabilidade de levantar bandeira do forró pé de serra.
Alberto da Silva Sousa nascido em 24 de maio de 1963; é filho de Antonio Ceará (grande compositor do Trio) e D. Helena e ainda é afilhado de Lindú. Começou a dar os primeiros acordes de sanfona ainda criança, na maioridade tocou com nomes consagrados como Marinês e Abdias. Hoje com seu jeito irreverente tem o compromisso de levar alegria ao público forrozeiro.
 
 
Obrigada pela atenção e apoio,
Vanessa Serra
Colaboradora / Imprensa
 
Contato para entrevista:
Juahrez – produtor (71) 99459320

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MUITO OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO.