Coluna Top Social!

Coluna Top Social!
Coluna Domingo Top no Jornal Extra!

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Raiz Tribal comemora 13 anos no Bar do Nelson

A Banda Raiz Tribal celebra nesta sexta-feira (29), o seu aniversário de 13 anos com show no Bar do Nelson (Av. Litorânea), com participação dos DJs Wagner Roots e Pedrinho Dread Lock.

Mesmo com o DNA da Tribo de Jah, a Raiz Tribal nesses treze anos de carreira conquistou a própria identidade, tocou ao lado de bandas nacionais e internacionais consagradas e ganhou reconhecimento e admiração de quem toca reggae no país.
Gill Enes e Keké Enes são filhos de Netto Enes (guitarrista e vocalista da Tribo de Jah), Leo Rabelo é filho de Aquiles Rabelo (baixista e vocalista da Tribo de Jah) e pra fechar o time Felipe Moreno é filho de Nengo Vieira (um dos maiores nomes do reggae da Bahia).

De pai para filho...assim foi a trajetória da banda que começou em São Paulo e agora fizeram o caminho de volta a São Luís para não perderem os laços com a cena musical maranhense.

A banda está prestes a lançar o seu terceiro CD 'Sinta a Magia' que conta com grandes nomes da música brasileira assim como Zeca Baleiro na faixa "A Ilha" (música em homenagem a São Luís), Fauzi Beydoun da Tribo de Jah na faixa "Quando o São João Chegar" (releitura da música de autoria do mesmo que se refere a cultura regional e ao estado do Maranhão), músicos da extinta banda Mano Bantu - Moisés Mota (bateria), Jesiel Bieves (teclados) e Celso França (percussão), Israel Dantas (guitarra) de Rita Ribeiro, Jamilson Trindade (vocal) da banda Capital Roots, João Paulo (baixo) e Edson Bastos (guitarra) da banda Legenda, Netto Enes (guitarra) da Tribo de Jah e Alexandre Carlo na faixa "Novas Trilhas" (cantor e compositor) da banda Natiruts. 
 
VERSOS - “Jah sigo e ele vai me iluminar e essa luz não é o sol, mas brilha mais/ Toda essa gente devia acreditar que amizade vale mais, Não a julgue jamais! ooohh/ Já vivi o pior e já passei e só Cristo me ouviu na hora em que eu precisei/ Dificuldades são barreiras, nessa vida eu me ergui na glória o sangue derramado sobre mim”. Os versos da música Jah Sigo, da Raiz Tribal, revelam um pouco da trajetória desta banda maranhense.

Antes das ‘pedras de responsa’ composta por eles se tornarem sucesso, os integrantes da banda também tiveram que se desviar de muitas outras que apareceram no meio do caminho tal qual a pedra do poeta Carlos Drummond de Andrade. A primeira delas, segundo Gil Enes vocalista da Raiz Tribal, apareceu logo no início da carreira em 2001, quando a banda foi formada, ele e seu irmão Keké Enes tiveram que se mudar para São Paulo.
 
Segundo o músico, a banda teve que se firmar na paulicéia desvairada por questões familiares. “Nosso pai, Netto Enes, é guitarrista e vocalista da Banda Tribo de Jah e, por questões familiares, tivemos que acompanhá-lo. Quando chegamos a São Paulo a banda passou por várias formações.
 
Depois que criaram suas próprias asas, a Raiz Tribal alçou voos e percorreu o Brasil realizando apresentações e tocando nos principais festivais de música de norte a sul do país, como 4º. Festival de Hip Hop do Cerrado onde a banda foi a única atração a fazer duas noites consecutivas.
 
Depois do lançamento do terceiro cd, o próximo passo da banda Raiz Tribal é a gravação do seu primeiro DVD.
 
SERVIÇO AGENDA CULTURAL
SHOW
RAIZ TRIBAL
COMEMORAÇÃO DO ANIVERSÁRIO DE 13 ANOS DA BANDA
PARTICIPAÇÃO ESPECIAL: DJS WAGNER ROOTS E PEDRINHO DREADLOCK
DIA 29 DE NOVEMBRO, 21H
BAR DO NELSON – AV. LITORÂNEA
INGRESSOS POPULARES: R$ 10
MAIS INFORMAÇÕES: 98 8234 5654/ 8168 0800.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MUITO OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO.