Coluna Top Social!

Coluna Top Social!
Coluna Domingo Top no Jornal Extra!

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Ação educativa do Detran nos retornos da capital chama a atenção de motoristas


O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) surpreendeu motoristas, pedestres, motociclistas e ciclistas que passavam por alguns retornos da capital, com uma exposição de carros batidos e a exibição de uma esquete teatral simulando uma situação pós acidente durante toda a quinta-feira (26.09).
A ação educativa do Detran faz parte da Semana Nacional de Trânsito, que tem como tema “Década Mundial de Ações para a Segurança do Trânsito – 2011/2020. Álcool, outras drogas e a segurança no trânsito: efeitos, responsabilidades e escolhas".
Durante períodos variados do dia, educadores de trânsito do Detran e atores do Grupo Independente de Teatro Amador (Grupo Grita) chamaram a atenção principalmente de motoristas para a combinação perigosa do álcool e da direção.
“É muito importante que a sociedade perceba que beber e dirigir são atos incompatíveis e que essa atitude percepção responsável pode salvar vidas. Estamos nas ruas para sensibilizar a sociedade maranhense sobre essa necessidade de mudança de comportamento”, destacou o diretor geral do Detran, André Campos, que fez questão de ir às ruas.
“Essa ação é impactante. Confesso que me assustei pela realidade do acidente. Causa uma dor grande na gente ver os acidentes assim, porque pensamos que morreram pessoas por simples imprudência!”, destacou a diarista Maria das Dores, que ficou impressionada ao ver a simulação do acidente no retorno do São Francisco e viu como necessária a iniciativa.
“O Detran me surpreendeu com essa ação. Acho que temos que ter mais iniciativas como essa para ver se o povo acorda e deixa de beber e dirigir!”, enfatizou o motorista Paulo Silva dos Santos, que fez questão de parar o carro e buscar os panfletos educativos para sensibilizar alguns colegas motoristas infratores.
A ação acontece até sábado (28) nos retornos da Cohab/Anil, Rffsa, São Francisco, UFMA e Africanos x Franceses, em São Luís, e conta com o apoio da Porto Seguro Seguradora e da Vip Leilões, que gentilmente cederam os veículos batidos na exposição.
De acordo com uma pesquisa do Observatório Nacional de Segurança Viária (Onsv), divulgada em agosto de 2013, 98% dos acidentes de trânsito são causados por erro ou negligência humana. Dentre essas negligências, o consumo da bebida alcoólica combinada com a direção ocupa o 2º lugar no ranking das causas de morte por imprudência no trânsito, segundo a Onsv.
Segundo o médico psiquiatra Ruy Palhano, o álcool etílico é uma substância estranha para o corpo humano, e a ação desta substância age em áreas específicas do cérebro, que conta com receptores para o álcool.
A partir do momento em que se ingere bebida alcoólica, vários fatores do corpo sofrem interferências. “As funções mais nobres regidas pelo cérebro sofrem estímulos e passam a ficar alteradas, como a atenção, concentração e o controle motor. Uma pessoa que ingere bebida alcoólica, ainda que em pouca quantidade, não está apta a dirigir, pois jamais conseguirá desempenhar bem esta função. Não há a menor chance de se dirigir bem, pois a visão sofre alteração, a concentração e a habilidade de resposta às situações do trânsito diminuem”, frisa Palhano.
De acordo com dados do “Beber e dirigir: manual de segurança viária para profissionais de trânsito e de saúde”, da Organização Mundial da Saúde (OMS), acidentes causados pelo consumo de álcool apresentam geralmente características semelhantes: envolvem um único veículo e alta velocidade – os acidentes provocados pelo abuso de álcool geralmente envolvem um veículo em alta velocidade que sai da pista. Muitos desses acidentes também resultam no choque do veículo contra um objeto fixo as margens das vias de circulação. Nas áreas urbanas, esses objetos são, em geral, placas de sinalização ou postes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MUITO OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO.