Coluna Top Social!

Coluna Top Social!
Coluna Domingo Top no Jornal Extra!

terça-feira, 26 de março de 2013

Presidente da Func visita imóvel abandonado pela gestão anterior


O presidente da Fundação de Cultura (Func), Francisco Gonçalves, visitou o casarão conhecido como ‘Solar dos Pinheiros Costa’, localizado na Rua Afonso Pena, 213, Centro. Recuperado pela Prefeitura em 2003, o prédio foi batizado de Morada Histórica de São Luís, sendo na ocasião aberto ao público, como mais uma opção de atrações turísticas da capital.
"A visita à Morada Histórica tem por objetivo conhecer a situação do imóvel e conversar com o proprietário sobre o modo de resolver os problemas deixados pela gestão anterior”, comentou o presidente da Func.
 Acompanhado pelo arquiteto Alfredo Cruz, Francisco Gonçalves foi recebido pelo proprietário Rosalino Costa Ferreira, que cordialmente apresentou todos os espaços da casa e esclareceu sobre a situação caótica deixada e a falta de compromisso do gestor anterior.
Em 2009, quando a gestão anterior da Func deixou de pagar o aluguel e abandonou o imóvel, o proprietário entrou com uma ação na Justiça contra a Prefeitura, requerendo o pagamento da dívida, que atualmente já ultrapassa o valor de R$ 200 mil. “Por causa disso, tive de vender alguns objetos do acervo para poder manter a casa. Os objetos pertencentes à Func, que ficavam em exposição, mantive-os guardados, esperando que alguém viessem buscá-los”, informou Rosalino Ferreira.
Atualmente, o prédio construído no século XIX está em condições precárias e passará por uma análise técnica para avaliar os danos causados à estrutura do imóvel durante os quatro anos em que fora abandonado pela Prefeitura. A intenção da atual gestão é sanar os prejuízos deixados ao proprietário e quitar a dívida herdada.
A Morada Histórica de São Luís serviu de comércio e residência de algumas famílias ilustres do Maranhão. Ela foi projetada em 1858 por João Francisco Gonçalves e José Joaquim da Silva Machado, sendo, posteriormente, em 1920, reformada por Heráclito Vespasiano Ramos. O imóvel ostenta fachada eclética, com rica arquitetura de influência do Estilo Art Noveau, traços do colonial português e Art Déco, uma ampla varanda no estilo colonial português, paredes com azulejos franceses, ingleses, portugueses e belos paineis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MUITO OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO.