Coluna Top Social!

Coluna Top Social!
Coluna Domingo Top no Jornal Extra!

domingo, 30 de outubro de 2011

NOTÍCIA-CULTURA.

Feira do Artesanato Mundial (Fam) traz a

cultura de mais de 20 países para São Luís

Quando a gente viaja, sempre fica aquela vontade de trazer um pedacinho do lugar onde visitamos para casa. Mas como não é fácil conhecer o mundo inteiro, o mundo inteiro agora virá até você. Em novembro, a Feira do Artesanato Mundial (Fam) traz para São Luís (MA) a cultura e o artesanato de mais de 20 países. A Feira, uma promoção da Charph Eventos, será aberta na próxima sexta-feira, 04, no Espaço Renascença, e ficará em exposição até o dia 13 de novembro.

Os amantes da decoração vão adorar o exotismo dos acessórios do Senegal, as bio-jóias da Indonésia e os objetos de decoração de Bali. Os visitantes também terão a oportunidade de comprar e conhecer os belos lustres turcos feitos pelo artesão Ibraim. Para os que preferem peças árabes, artesãos da palestina, Síria, Líbano, Marrocos, Egito e Paquistão vão expor suas peças a preços super acessíveis. O artesanato africano vai ser representado por Gana.

Para o diretor presidente da Charph Eventos, Charlton Gallisa, os objetos étnicos dão um tom de personalidade e sofisticação aos ambientes. “Há objetos e móveis deslumbrantes que são a cara do lugar em que foram feitos: Bali, Índia, Tailândia e África. Misturar as peças étnicas ao que você gosta naturalmente, e ao que já existe na sua casa, é a melhor pedida”, disse Gallisa. Ele informa que “uma máscara étnica, por exemplo, pode ficar linda em uma sala sem muitos atrativos, dá um toque exótico e sem exageros desnecessários. O importante é diversificar e fazer um ambiente que fique aconchegante e com seu jeito”, conclui.

A diretora executiva da Charph Eventos, Hilda Alves, informa que a Feira do Artesanato Mundial proporcionará aos visitantes a possibilidade de “viajar” em busca de novas culturas. “Com este evento trazemos diversos artigos artesanais típicos de cada país, de cada cidade turística representada na Fam, com diversas matérias primas, que são utilizadas para criar peças de arte que a própria imaginação não consegue entender”, afirma.

A Feira do Artesanato Mundial surge como alternativa de lazer para os turistas presentes na capital maranhense adquirirem produtos vindos de diversos países, com destaque para os trabalhos de marchetaria com chifres e madre-pérola, aplicados em objetos de decoração e utilidades para o lar, vindos da Índia. “São vasilhas, pratos, talheres e aparelhos de jantar que irão encantar o público”, finaliza Hilda.

Sobre a FAM:

Evento: FAM - Feira do Artesanato Mundial

Local: Espaço Renascença

Quando: 04 a 13 de novembro

Quanto: R$ 5,00 (cinco reais) entrada

e livre para todas as idades

Entrada gratuita para: Crianças até 12 anos, melhor idade acima de 60 anos e deficientes físicos.

Quem promove: Charph Eventos

Alguns Países

Índia: Pashminas, colchas, tapetes, almofadas, roupas, objetos de decoração em ossos, prata e pedras, luminárias, móveis.

Japão: Origamis, coleções diversificadas de camisetas com ideogramas japoneses e outros ornamentos típicos.

Síria: Marchetaria, objetos em cobre, luminárias, narguillés e terços.

Líbano: Toalhas, caminhos de mesa, capas de almofada, mantas, móveis em marchetaria, caixas em marchetaria, objetos em cobre, luminárias.

Senegal: Acessórios em geral e objetos de decoração.

Marrocos: Peças de prata, bronze, cobre e vidro, além de tecidos fabricados em tear manual e luminárias em latão, ferro forjado e zinco.

Equador: Autênticos chapéus artesanais Panamá, feitos a mão a partir da palha toquilla, típica do Equador.

Indonésia: Objetos de decoração em rattan, madeira, flores artificiais, móveis, corais, madrepérola, prata e pedras típicas. Elefantes, gatos, corujas e girafas estão em artigos de decoração como cadeiras e mesas. Há também máscaras produzidas artesanalmente, num processo que leva em média 15 dias, além de jóias em madrepérola e bijuteria em madeira.

Egito: Objetos de decoração em papel, vidro, madeira, bijuteria, roupas típicas e culinária.

Turquia: Decoração, amuletos, copos, taças e xícaras em cristal turco, luminárias, bijuterias.

Quênia: Objetos de decoração em madeira ébano, pedra sabão, estatuetas, esculturas em madeira, osso.

África: Quadros em cristais, ovos de avestruz decorados, bijuterias em madeira e osso.

Paquistão: Móveis feitos à mão, sapatos, xales, colchas, bijuterias, objetos de decoração em madeira e ônix branco.

Peru: Vestuário em lã e objetos de decoração em porcelana, brinquedos, acessórios.

Tunísia: Couro de camelo e essências. Entre os aromas apresentados na feira estão os de sândalo, ópio, mil e uma noites, baunilha, limão e outros. O cliente escolhe o perfume em um frasco feito artesanalmente de vidro soprado e pintado com ouro. Há peças em cerâmica e gaiolas em madeira.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

NOTÍCIA-CULTURA.

Penúltimo dia da 6ª Mostra Guajajara de Arte em São Luís

Quem ainda não foi conferir nenhum dia da 6ª Mostra Guajajara de Artes ainda pode dar uma passada por um dos locais escolhidos para a realização da programação cultural e artística. Os amantes do cinema podem pegar o último dia de exibição de filmes da Mostra Jodorowsky amanhã (27), a partir das 10h, no Auditório A “Mario Meirelles”, no Centro de Ciências Humanas (UFMA – Campus do Bacanga). O filme da vez é “A Montanha Sagrada”, em que Jodorowsky interpreta o papel do "alquimista" que reúne um grupo de pessoas que representam os planetas do Sistema Solar. O longa foi a grande obra ovacionada no Festival de Cannes em 1973.

A criançada também não fica de fora no penúltimo dia de Mostra em São Luís. A partir das 10h, a Área de Vivência do SESC Deodoro (Centro) será palco do espetáculo “Kabupe, o Cavalo Voador”, escrito por Silvana Cartágenes. A história apresenta uma vovó, narrando a história de Kabupe, um cavalo voador e suas aventuras, que atravessa mundos com sua única amiga, Magá. O espetáculo é solo e utiliza-se apenas de ator e boneco, em uma montagem interativa com a platéia.

O público que for ao SESC amanhã (27) poderá ainda aproveitar para fazer pintura corporal indígena, a partir das 12h. Às 15h, a turma do grupo Xama Teatro comanda mais um dia de Contação de Histórias, pelo projeto BiblioSESC, que acontece desta vez no bairro São Raimundo. Na praça Deodoro, às 16h, as companhias de dança Street Master e SESC Dança de Salão se apresentam ao público.

A partir das 19h, a 6ª Mostra Guajajara abre espaço para a apresentação de experimentos acadêmicos do curso de Licenciatura em Teatro da UFMA. Alguns espaços do SESC Deodoro receberão os trabalhos “Mulher de Branco”, de Luciano Teixeira; “Primeiro Amor”, de Raphael Brito; “Destinatário”, de Delcianny Garcês e “Puck e os Heliotropistas”, do grupo “Os Heliotropistas”.

O destaque da programação do dia fica por conta do espetáculo “Teatro Chamado Cordel”, do grupo sergipano Imbuaça. Na hora do almoço, mais precisamente às 12h, o grupo se apresenta na Área de Vivência do SESC Deodoro, interpretando três textos da Literatura de Cordel: “O Matuto com o balaio de maxixi”, de José Pacheco; “A Moça que bateu e virou cachorra”, de Rodolfo Coelho Cavalcante e “O Malandro e Graxeira no chumbrego da orgia” de vários cordelistas.

Os textos são intercalados por danças e músicas folclóricas, apresentando o universo fantástico da Literatura Popular em clima de muito humor o espetáculo. A cena é invadida por personagens do cotidiano que discutem questões universais. O espetáculo faz parte do projeto “Palco Giratório”, responsável por promover a democratização do acesso à cultura, chegando a cidades carentes de atividades artísticas e privilegiando grupos não comerciais, abrindo espaço para produções de diferentes linguagens.

Sobre o Palco Giratório - Promovido pelo Serviço Social do Comércio desde 1998, o Palco Giratório é o único circuito que percorre todo o país com espetáculos cênicos. Do teatro de bonecos e de rua, ao circo e à dança, entre outras manifestações culturais, o Palco Giratório criou uma importante rede de intercâmbio cultural no País.

Mais do que circular as diferentes produções em todo o país, o intercâmbio dos grupos, que circulam em estados diferentes da sua costumeira área de atuação, proporciona uma experiência rica e construtiva para os artistas. Além da troca de informações e metodologias de trabalho, o Palco Giratório promove também a interação dos grupos com o público, por meio de conversas, oficinas e debates que ampliam o conhecimento sobre o processo de criação no universo das artes cênicas.

Ladeira Musical – A programação de amanhã (27) conta com show da banda de reggae Katamarã, que se inspira em grandes nomes da música brasileira como Djavan, Gilberto Gil e Tribo de Jah. A partir das 21h, o público se concentra na Rua do Giz e segue rumo à conhecida praça da “Faustina”, para conferir o melhor do reggae roots e world music do DJ Natty Dread.

Durante toda o dia estarão sendo recebidas as doações de 1 quilo de alimento não-perecível, que serão trocados pelos ingressos das apresentações que acontecerem em espaços fechados. Os alimentos arrecadados serão encaminhados às entidades beneficentes atendidas pelo Programa Mesa Brasil SESC.

Programação:

Dia 27/10 (quinta-feira)

12h – “Teatro Chamado Cordel”- Imbuaça/SE – Palco Giratório

Local: Área de Vivência do SESC Deodoro

Acesso:

DINAMO: SOM ITEM 17 DINAMO

15h - Contação de Histórias /BiblioSESC

Grupo: Xama Teatro

Local: Bairro São Raimundo

Acesso: gratuito SOM ITEM 17 DINAMO

16h - Praça DEODORO

Circuito SESC de Dança

- Cia Street Master de Dança

- Cia SESC Dança de Salão

21h – “Ladeira Musical”

Artista: Banda Catamarã/MA

Local: Rua do Giz

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

NOTÍCIA-POLÍTICA.

Titulo de Cidadão Para José Mario Bittencourt.
Por proposição do vereador Ivaldo Rodrigues (PDT), através de projeto de lei, a câmara municipal de São Luis realiza na próxima quarta-feira, (19), sessão solene para a entrega de titulo cidadão ludovincense ao Secretário Municipal da Fazenda, Sr. José Mario Bittencourt (foto). A solenidade acontecerá no plenário Simão Estácio da Silveira, ás 11h30min. José Mário Bittencourt Araújo, natural de Caxias- MA, é Secretário Municipal da Fazenda. Formado em Direito pela Universidade Federal do Maranhão – UFMA. Funcionário de carreira aposentado do Banco da Amazônia S/A – BASA. Exerceu os cargos de Gerente Geral das agências de Codó, Santa Inês e São Luís no Estado do Maranhão, Gerente Geral da agência de Macapá-AP e Gerente Geral da Agência Classe Especial do Rio de Janeiro. Foi representante oficial do BASA em diversas reuniões, conferências, seminários, congressos nacionais e internacionais, além de eventos técnicos e oficiais pertinentes à agência do BASA no Estado do Rio de Janeiro. Desempenhou durante seis anos o cargo de Assessor Especial da presidência do Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Maranhão-TRE/MA. Participou de vários cursos e seminário entre eles Prática de Direito Civil; Administração de empresas; Open Market; Mercado de Capitais; Treinamento na bolsa de valores do Rio de Janeiro. Recebeu vários títulos e medalhas como Honra ao Mérito por tempo de serviço ao BASA e Honra ao Mérito por bons serviços prestados à Amazônia; Diploma e medalha Simão Estácio da Silveira, conferidos pela Câmara Municipal de São Luís; Diploma de Legionário conferido pelo 24º BC e Diploma da Marinha do Brasil - Capitania dos Portos do Maranhão. UM BOM DIA BEM ESPECIAL!

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

NOTÍCIA-CULTURA.

Luis Salem e Aloísio de Abreu apresentarão solenidade de encerramento do 34º Festival Guarnicê de Cinema

Os atores e comediantes de stand up comedy Luis Salem e Aloísio de Abreu serão os mestres de cerimônia da solenidade de encerramento do 34ºFestival Guarnicê de Cinema, que acontecerá nesta sexta-feira, 07, às 18h30, no auditório central do Campus Universitário do Bacanga, em São Luís (MA). O 34º Festival Guarnicê tem entrada gratuita. Nesta noite a UFMA homenageará ainda Celso Aquino.

Último operador cinematográfico ainda vivo na ilha, o projecionista maranhense Celso Aquino começou a trabalhar no antigo Cinema Rival. Foi responsável durante várias décadas pelas projeções das sessões de dos cinemas Éden, Rialto e do antigo Cinema Roxy. Por sua contribuição ao desenvolvimento do cinema no Maranhão, Celso Aquino será o homenageado estadual do 34º Festival Guarnicê de Cinema.

Durante a solenidade de encerramento também serão anunciados os vencedores das categorias filmes, vídeo, vídeoclip e 1 minuto. A UFMA anunciará ainda os vencedores do Prêmio Nego Chico da Mostra Refestança. Os vencedores receberão o Troféu Guarnicê, idealizado e confeccionado pela artista plástica maranhense Marlene Barros. Informações no blog: www.ufmacultura.blogspot.com

Promovido pela UFMA, por meio do Departamento de Assuntos Culturais da Pró-Reitoria de Extensão, o 34º Guarnicê tem patrocínio do Banco do Nordeste, Vale e Petrobrás (Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura do Governo Federal) e apoio cultural do Foto Sombra, Logomarx, Prefeitura de Barreirinhas, Uimar Jr. Turismo, Restaurante Feijão de Corda e Fundação Sousândrade e Universidade FM.

BOX

PREMIAÇÕES/CATEGORIAS

Concurso Oficial Guarnicê de Filmes Longa, Média e Curta Metragem: -Melhor Roteiro -Melhor Direção -Melhor Fotografia -Melhor Montagem -Melhor Trilha Sonora Original -Melhor Trilha Sonora Adaptada -Melhor Direção de Arte -Melhor Ator -Melhor Atriz -Melhor Documentário -Melhor Ficção -Melhor Animação -Melhor Filme Nacional – Júri Popular -Melhor Filme Nacional – Júri Técnico -Melhor Filme Longa Metragem Nacional

Concurso Oficial Guarnicê de Vídeo:

-Melhor Roteiro -Melhor Direção -Melhor Fotografia -Melhor Edição -Melhor Trilha Sonora Original -Melhor Trilha Sonora Adaptada -Melhor Direção de Arte -Melhor Ator -Melhor Atriz -Melhor Vídeo Maranhense – Júri Popular -Melhor Vídeo Maranhense – Júri Técnico -Melhor Documentário -Melhor Ficção -Melhor Animação -Melhor Vídeo Nacional – Júri Popular -Melhor Vídeo Nacional – Júri Técnico

CONCURSOS E TROFÉUS EXTRAS:

14º Troféu Guarnicê para Vídeo Clipe: -Melhor Vídeo Clipe Nacional -Melhor Vídeo Clipe Maranhense

Concurso da 14ª Mostra Refestança (Prêmio Nêgo Chico)

-Melhor Filme 35mm /Vídeo Média ou Curta Metragem– Júri Técnico Específico -Melhor Filme 35mm /Vídeo Média ou Curta Metragem – Júri Popular

Prêmio Cinematográfico Assembléia Legislativa

-Melhor Filme – Prêmio Erasmo Dias – Júri Técnico Específico -Melhor Vídeo – Prêmio Bernardo Almeida – Júri Técnico Específico -Melhor Documentário – Prêmio Mauro Bezerra – Júri Técnico Específico

Prêmio BNB de Cinema:

Melhor Filme 35mm Média ou Curta Metragem Nacional – Júri Técnico Melhor Vídeo Técnico Nacional – Júri Técnico

Prêmio Guarnicê de Longa Metragem:

Melhor Filme 35mm de Longa Metragem Nacional – Júri Técnico Troféu ABD-MA

-Melhor Vídeo – Júri Específico Melhor Filme 35mm Média ou Curta Metragem Nacional - Júri Específico Melhor Filme 35mm de Longa Metragem Nacional - Júri Específico

PRÊMIO OFICIAL

TROFÉU GUARNICÊ

Outorgado a todos os trabalhos premiados nos concursos oficiais, escolhidos pelos júris de premiação (Técnico e Popular). O troféu, idealizado pelo artista plástico Miguel Veiga, e redesigne (nova linguagem) para a 34ª edição do Festival, de autoria da artista plástica Marlene Barros, oferece-nos uma visão estilizada de um boi, inspirado na manifestação folclórica do Bumba-meu-boi.

Prêmio BNB de cinema

O Prêmio BNB de Cinema, nos valores de R$ 10.000,00 (dez mil reais), será outorgado respectivamente, ao Melhor Filme de Média ou Curta Metragem Nacional e R$ 5.000,00 (cinco mil reais), ao Melhor Vídeo Nacional, ambos escolhidos pelo Júri Técnico.

Prêmio Cinematográfico Assembléia Legislativa do Maranhão

Prêmio outorgado pela Assembléia Legislativa no valor de dez salários mínimos destinado as produções audiovisuais realizadas no estado do Maranhão por maranhenses vencedores do Festival Guarnicê de Cinema, o prêmio será dividido em três categorias, a saber: I -“Prêmio Mauro Bezerra” ao melhor documentário em curta-metragem; II -“Prêmio Bernardo Almeida” ao melhor vídeo em curta-metragem. III -“Prêmio Erasmo Dias” ao melhor filme em curta-metragem. Estes prêmios serão entregues por um representante designado pela Assembléia Legislativa.

Prêmio Nêgo Chico

Prêmio outorgado pelo Centro de Cultura popular Domingos Vieira Filho, no valor de R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais) concedido por um Júri Técnico específico, ao melhor Filme de Média ou Curta Metragem ou vídeo que abordem a temática Cultura Popular, em qualquer área de expressão. Além disso, o público presente às sessões, Júri Popular, atribuirá o prêmio no valor de R$ 1.000,00 (hum mil reais) para o melhor Filme de Média ou Curta Metragem ou vídeo na sua opinião.

Troféu ABD

Será atribuído, através de votação interna, pelos realizadores de filmes e vídeos maranhenses, o Troféu ABD, aos melhores Filmes de Longa, Média ou Curta Metragem e melhor vídeo do festival, refletindo a visão crítica do conjunto de realizadores do Estado do Maranhão.

PRÊMIO DO JÚRI POPULAR

O Júri Popular será constituído pelo público presente durante a realização das sessões, além de pessoas da comunidade e estudantes. A consulta ao Júri Popular será feita nas sessões competitivas oficiais dos filmes de Longa Média e Curta Metragem e na competitiva de Vídeos, mediante cédulas de votação

UM BOM FIM DE SEMANA MARAVILHOSO!