Coluna Top Social!

Coluna Top Social!
Coluna Domingo Top no Jornal Extra!

sábado, 19 de fevereiro de 2011

ARTIGO

RELAÇÕES VERDADEIRAS OU APENAS INVENÇÃO DO CORAÇÃO?

Por: Adriana Nogueira*

Depois de algumas experiências e de ouvir com atenção o que as pessoas diziam, ou seja, de que buscam uma relação estável, sem omissões, sem mentiras, daquelas em que você não estando com a pessoa amada ao lado, possa aquietar o corpo e a alma no instante do silêncio da noite, sem fantasmas, passei a questionar: como será um relacionamento assim? E aqui cabe aquela velha máxima de que ninguém é obrigado a estar com ninguém, dessa forma, passei a acreditar que a verdade entre duas pessoas, seja ela a pior, deve ser dita e que é peça fundamental para que, em caso de término você possa pelo menos sair limpo desse que um dia acreditava ser um encontro de almas. Mas infelizmente não é bem assim que as coisas funcionam e fica mesmo parecendo que o coração por algum motivo inventou tudo aquilo que um dia viveram e que parecia A RELAÇÃO e não apenas mais uma. Quando alguma coisa vai errada a sensibilidade fala mais alto, aquela coisa de sexto sentido feminino mesmo. Sempre sabemos no fundo que algo desandou que é preciso parar e repensar a postura diante da vida. O beijo não é mais o mesmo, o lençol que antes cobria dois corpos agora habita apenas em um (algo bem individualista), o toque é diferente, a respiração já não é ofegante como antes naquele momento mágico e finalmente não tem nada mais a fazer além de dar oportunidade para que verdades venham à tona. Palavras jogadas, como se fossem batidas no liquidificador e depois derramadas de uma única vez com maturidade e acima de tudo, lealdade. Mas é interessante como algumas pessoas quando confrontadas com a verdade nua e crua, não conseguem mostra-se. E de nada adianta correr, gritar, se despir diante do desespero da perda, da ausência já tão clara no dia a dia e que ficará definitivamente estampada. E não adiante ficar se perguntando: onde eu errei? Não há culpados e uma relação para durar precisa misturar vários ingredientes e as pessoas precisam estar realmente dispostas e disponíveis a viver uma história. A romancista Lya Luft, fala com precisão sobre a importância em reinventar-se, o que é um processo bem difícil, mas tenha certeza, necessário. Quando alguém passa por uma situação assim, imagino que pense e até diga que nunca mais irá se jogar por completo ou completa em uma relação e tem vontade de sumir e como já escreveu Fernando Pessoa “fugir ao que conheço fugir ao que é meu, fugir ao que amo”. E eu vos digo que em algum lugar e em algum momento há alguém que também está aguardando pela mesma coisa que você e na hora certa, nem um minuto antes e nem um segundo depois o encontro vai acontecer e é preciso estar atento aos sinais. Nada de ficar em casa remoendo paixão, revivendo as coisas não muito boas – se for para ser assim, então faça um exercício com as piores lembranças, os momentos ruins e tente não cometer os mesmo erros com o novo alguém que surgir em sua vida – e ama a você, se curta, saia com os amigos, veja pessoas e acima de tudo mostre-se sempre como realmente é com toda essa intensidade que um dia alguém não conseguiu entender. Uma pessoa intensa em todos os momentos, que um dia se jogou do penhasco sem qualquer proteção acreditando, pois tinha certeza de que não iria se machucar, afinal de contas quem estava lá embaixo era a pessoa que um dia você acreditou ser seu aquele amor. E não há nada de errado nisso, muito pelo contrário. Amor verdadeiro, daqueles bons mesmo, é feito de intensidade, de tesão, de reciprocidade, de clareza, de atenção, de carinho e muitas vezes de silêncio também.Reinvente-se, recrie-se, afague a sua própria alma, faça amor com você, sinta-se, liberte-se de tudo, mergulhe em si e retorne ainda melhor do que antes.Divirta-se, dance, saia com os amigos, sorria para a lua que desponta cheia e linda, ria da vida e das suas próprias experiência e se permita a viver um novo amor.

*Jornalista, radialista e bacharel em direito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MUITO OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO.