Coluna Top Social!

Coluna Top Social!
Coluna Domingo Top no Jornal Extra!

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Dançar ajuda a queimar calorias, esculpir o corpo e melhorar o humor

Suzana Ésper Especial para o UOL Ciência e Saúde

Divulgação Sheila Aquino & Marcelo Chocolate

O Carnaval passou e muita gente se deu conta de que está na hora de aprender a sambar. Já os foliões mais talentosos podem ter pensado que não seria mal trocar as horas de malhação na academia pela dança, já que é possível queimar mais de 400 calorias em uma hora, mais que uma caminhada na esteira. A testemunha é Ivete Sangalo, que afirmou ter perdido 4 quilos no último feriado. Dançar é uma atividade indicada para todas as idades e traz benefícios para o corpo todo. Por ser uma atividade aeróbica, envolve gasto calórico, além de melhorar a postura e o equilíbrio e aumentar a consciência corporal.

“A dança modela o corpo e atua diretamente na diminuição da pressão arterial, melhora a função cardíaca e a circulação, ajuda no controle do diabetes e previne o AVC (Acidente Vascular Cerebral)”, diz Ricardo Cury, ortopedista vice-presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho. Uma atividade moderada como a dança pode ser praticada até cinco vezes por semana, em períodos de 30 minutos. “Pode-se associar a dança ao trabalho de fortalecimento muscular, duas vezes por semana”, afirma o médico. O principal é aprender e praticar a dança de maneira progressiva e orientada. “Se o indivíduo tem algum tipo de problema associado, ele deve fazer um check-up geral e ter muita consciência de sua condição física. Vale a pena pecar pelo excesso, nesse caso, e submeter-se a uma avaliação médica”, conclui o médico.

Outros benefícios

Dançar também promove a sensação de bem-estar e melhora o humor. Fabiana Terra é profissional formada dança de salão há 15 anos. Para ela, a dança é uma forma de expressão corporal que traz equilíbrio emocional. "Diminui a timidez, aumenta a confiança, causa alegria e reduz a ansiedade. E melhora a capacidade de se relacionar em grupo”, atesta.

O médico reforça a tese e acrescenta: “Até os 6 de idade, a dança é uma ótima opção para introduzir uma atividade física, porque influi na formação da pessoa e é vista como recreação. Para os idosos, ela pode representar mais do que isso, porque além da socialização, mantém a pessoa ativa fisicamente”.

“Aprendi a pensar rápido com a dança, ter agilidade, flexibilidade e desenvolver a percepção. Já fui manequim 44 e hoje visto 36 ou 38. Em época de ensaio intenso, meu manequim chegou a 34”, conta a bailarina Sheila Aquino, que começou a dançar com 15 anos, consagrou-se fora do Brasil dançando com o amigo Carlinhos de Jesus e atualmente é parceira e namorada de Marcelo Chocolate. O bailarino, que já foi fuzileiro naval, conta que a atividade também auxilia na melhora da postura. “No samba, o cavalheiro deve olhar acima da cabeça da dama. O indivíduo aprende a dançar de peito aberto e usa quase todos os grupos musculares do corpo. Nesse sentido, comparo a dança à natação”, diz.

A nutricionista Samantha Macedo, da Equilibrium Consultoria, revela que em uma hora de samba pode queimar até 441 calorias. Mas, se você não é fã do ritmo, não faltam opções. Em uma hora de salsa, pode-se gastar 426 calorias e, em uma hora de tango, 368 calorias. Para garantir o pique, a dica é investir nos alimentos certos. “Opte por carboidratos de rápida digestão, como frutas, sucos e torradas se for comer antes da aula e evite alimentos gordurosos e muito pesados”, ensina a nutricionista. Também é importante garantir a boa hidratação antes e durante a aula, para repor o líquido perdido pelo suor.

ABRAÇÃO E UM BOM DIA PARA TODOS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MUITO OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO.