Coluna Top Social!

Coluna Top Social!
Coluna Domingo Top no Jornal Extra!

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

NOTÍCIA.

Pastor ex-gay é agredido e expulso da igreja por suposta homofobia.

Descoberta de relações homossexuais no passado seria o motivo.

Related Posts with Thumbnails

Uma indenização de R$1 milhão é quanto o pastor Rafael Alves Ferreira, de 31 anos, pretende receber por danos morais contra a Igreja Mundial do Poder de Deus.

Pastor acredita ter sido vítima de homofobia por ser 'ex-gay'Pastor acredita ter sido vítima de homofobia por ser 'ex-gay'

De acordo com o pastor, ele foi vítima de uma suposta homofobia por ter sido expulso e agredido por outro colega que descobriu relações homossexuais de Rafael no passado.

Segundo o Diário de Cuiabá, o pastor que se considera “ex-gay” foi difamado pela instituição religiosa: “Fui o primeiro membro a ser expulso da igreja por homofobia. Agora eles estão me caluniando, dizendo na TV da igreja, que está no ar 24 horas, que saí porque me flagraram com outro homem. Isso é uma mentira. Até poucos dias atrás eu era um pastor de confiança e, agora, estão me denegrindo dessa maneira perante a todos os fiéis, porque não fiquei calado após a agressão.”

Na madrugada do dia 6, Rafael acordou com agressões físicas do segundo bispo – registrado no boletim de ocorrência como pastor Jademir. O bispo deu um tapa em seu rosto, um forte soco em seu peito, o empurrou contra a parede e começou a enforcá-lo mandando que pedisse desculpas. No B.O. consta que várias pessoas estavam do lado de fora do quarto mas ninguém entrou para ajudá-lo.

“Quando descobriram na igreja que eu já havia sido gay, todos mudaram comigo,” lamenta Rafael que revela não ser homossexual desde 2008 por “diversas decepções com a vida mundana”.

fonte: site Dolado.

ABRAÇÃO E UM BOM COMEÇO DE SEMANA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MUITO OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO.